Novidades na Mito!

Destacado

Boa tarde, criaturinhas!!!

Então, estamos em uma fase de reformulação da Mito. Organizando e criando nosso site, atualizando portfólio e implementando nosso novo produto: o tuitebaixe. A ferramenta que apresentamos no post anterior, que foi criada para O Teatro Mágico, está ganhando proporções e virando mais um produto da Mito. Não estamos trabalhando sozinhas nessa. Nosso parceirão, Fernando Santosa da Engrenagem Coletiva está nos apoiando e ajudando a construir uma ferramenta cada vez mais inteligente e útil para vocês!

Não é uma ferramenta apenas para bandas e músicos… Também queremos atingir as editoras e escritores que podem liberar resenhas de livros em primeira mão, ou até mesmo liberar os livros inteiros ou contos! Outra opção é para sites de descontos ou pessoas que trabalham com vendas. A cada usuário que “curtir” a página, ficara disponível um voucher de desconto ou algum tipo de promoção!

O tuitebaixe é uma ferramenta extremamente dinâmica, que comporta qualquer tipo de negócio, então, porque se restringir nesse momento que as redes sociais e a internet está em alta? Não há motivos, né?!

Falaremos em breve mais detalhadamente sobre essa novidade! Enquanto não sai o site do tuitebaixe e o post sobre a ferramenta, confira a carinha da sua próxima ferramenta de marketing!!!

=D

Anúncios

Landing Pages: Divulgação, Repercussão e Eficiência em apenas 3 cliques!

Mais uma inovação da Mito Freelance!!!

Certamente você já ouviu falar de Fan Pages, Landing Pages, Pesonalizações de facebook e essas coisas… Correto! Porém, estamos falando de algo um pouco mais a frente!

O que você acharia se te disséssemos que é possível criar, dinamizar e integrar sua página do facebook com o twitter? E se fossemos além… disséssemos que você pode adicionar alguma espécie brinde para os visitantes de sua página assim que eles clicassem em “curtir” e/ou twittassem uma mensagem automaticamente no painel deles, divulgando seu trabalho e seguindo você?

Pois hoje o post vai falar sobre uma nova forma de divulgação! Abra sua mente e deixe a tecnologia das mídias sociais fazer parte disso!

Cada dia mais as pessoas se adaptam a uma comunicação rápida e direta através dos microblogs e redes sociais. Nós da Mito estávamos atrás de uma tecnologia maior, melhor, que trouxesse uma interação verdadeira entre as pessoas que visitam as páginas do facebook, os donos dessas páginas e a rápida divulgação em massa no twitter.

Notamos que muitas vezes as pessoas fazem as Pages personalizadas, mas a divulgação é pequena, a visibilidade é menor. Então pensamos: como aumentar significativamente essa “visibilidade” e dar um novo sentido ao “curtir”?

A resposta para isso nós encontramos em parceria com a Engrenagem Coletiva juntando tudo o que há de informação, agilidade e um “aperitivo” para os leões! Ainda não entendeu???

Vamos explicar passo-a-passo nesse post como essa maravilhosa ferramenta funciona através de uma Fan Page que criamos para o Teatro Mágico. (você pode conferir clicando aqui!)

1 – CRIANDO A LANDING PAGE

Criamos todo o layout da page de acordo com a identidade visual da empresa ou do produto que será oferecido. No caso do Teatro Mágico, o propósito era o lançamento do novo single da banda juntamente com o clipe.

2 – NOVAS FUNCIONALIDADES PARA O “CURTIR”

Agora o botão curtir não é apenas uma forma de receber novidades e atualizações da página! Ele pode fornecer acesso a conteúdos exclusivos, tais como downloads, videos, textos, resenhas de livros, folhetos de desconto e uma infinidade de possibilidades para tornar ainda mais atrativa a visita a sua page.

Antes do visitante “curtir” sua página, todo o conteúdo ficará oculto e uma propaganda atrativa será o suficiente para que ele curta e divulgue! Após “curtir”, o conteúdo será disponibilizado. Veja as imagens abaixo.


Ao clicar em curtir, o download da música ficou disponível, juntamente com a visualização do clipe! Pronto, agora já possibilitamos mais 2 motivos que impulsionarão a divulgação da sua page. Mas não é somente isso!!!

3 – TWITTER: MILHARES DE PESSOAS EM APENAS UM TWEETE!

Prometemos uma forma eficiente e rápida, de maior duração e de grande abrangência, certo? Para isso, vamos utilizar o twitter.

Cada vez que o download da musica do Teatro Mágico é solicitado, um tweete é enviado através do Twitter da pessoa que clicou em “download” com a seguinte frase: “Estou assistindo ao clipe de #AmanhaSera de @OTeatroMagico, Assista e baixe a música você também aqui -> http://on.fb.me/nNVPA2

Ou seja: você divulga seu projeto, oferece uma espécie de “aperitivo” e, em troca, você é exposto à milhares de pessoas dentro e fora do Brasil!!!

Como dissemos no começo do post, as redes sociais e mídias de alta velocidade vem ganhando cada vez mais espaço como forma de marketing pessoal e de empresas, tornado-se mais eficiente que métodos como mala-direta, newsletter e spam!

O Teatro Mágico, 17 minutos após o lançamento do novo single, estava na 3ª posição dos TopTrends do Brasil e, alguns minutos depois, alcançou a primeira posição! O que significa isso? MILHARES, MILHARES E MILHARES de pessoas baixando e twittando o Teatro!

Agora me responta: E Você,  ainda prefere os spans??? 

As dores e delicias de “designear”! – Quando o Job dá errado!!!

Boa tarde, criaturinhas!

Hoje o assunto é delicado. Sabe quando aquele imprevisto acontece? Quando você precisa explicar para o cliente que o trabalho vai ficar mais caro, que vai precisar de mais prazo, que o serviço x não vai poder ter o verniz extra fino ou qualquer coisa que derive de “não vai dar”? Pois é.

Hoje vamos tentar dar uma mãozinha nessa parte delicada e em como tentar contornar a impressão que deixa no cliente!

1- Mentir não é uma opção!!!

Mentir para o cliente é uma das piores ideias! Dizer para o cliente que o cachorro comeu os cartões dele na vai funcionar!

Uma mentira nunca vem sozinha e você precisará montar uma rede de mentiras para tentar manter a credibilidade do seu cliente, sendo assim, em algum momento a sua casa pode cair!

2- Tenha uma alternativa

Sempre que for dizer a algum cliente que algo não dará certo, traga uma solução. Parece coisa de empresa privada, mas realmente é algo válido. Se você simplesmente jogar para o cliente que existe um problema, a sensação que ele terá é de que você não se importa com o lado dele e que quer que ele resolva um problema seu. Principalmente se ele tiver pago o job adiantado!

Tenha em mente que um bom profissional não é apenas aquele que executa o trabalho. Muitas vezes, trazendo uma solução para o cliente, isso ameniza o problema em questão.

3- Não jogue a culpa para o cliente

Calma, calma, calma! Não estou dizendo que o cliente tem sempre razão e que você precisa assumir tudo! Não é isso! O que quero dizer é que, culpar alguém, você ou o cliente, não vai resolver o problema! Causará um desgaste imenso, discussões desnecessarias e, muitas vezes, o cliente irá preferir alguém que resolve e não alguém que procura culpados!

4- Se coloque no lugar do cliente e tenha tato!

Mesmo esquecendo disso muitas vezes, precisamos lembrar que também somos clientes! Se coloque no lugar dele e pense em como se sentiria diante daquela situação ou daquela solução.

Se foi amável na hora da reunião e de aceitar o job, precisa ser amável para comunicar os problemas e mais amável ainda para aceitar os protestos do cliente.

5- Ser cordial não significa aguentar tudo!

Obviamente existem clientes horríveis e malvados que vão gritar e xingar sua mãe. Você não precisa aguentar isso, cara criaturinha! Tudo tem seu limite, obvio! O cliente reclamar e protestar e questionar sobre sua conduta é válido, é o direito dele! Porém, xingar, gritar e ser mal educado não entra no pacote!!!

6- Devolver o dinheiro é uma opção!

Depois de toda a conversa, não havendo um entendimento, saiba que devolver o dinheiro é sim uma opção! Mas tenha em mente que talvez aquele cliente nunca mais volte e nunca recomende os seus serviços. Mesmo que o erro tenha sido por parte dele. Por isso, o ideal é que não gaste os ricos dinheirinhos ou os depósitos inciais antes de entregar o produto!

Parece absurdo, mas não é! Principalmente quando o job depende da interferência de terceiro, que é onde os maiores problemas podem acontecer.

Pois é, cara criaturinha! É muito difícil dizer “não dá” para um cliente, mas mais difícil ainda é ser pego em uma mentira! Imagina o carão? O ideal é que você não precise de nenhuma dessas dicas e que se cerque de todos os possíveis problemas, calcule as margens de erro, a margem de grana extra para que cubra uma eventual situação de risco, porém, como eu disse antes, imprevistos acontecem e é importante que você esteja preparado para lidar com eles!

=D

Production Design – Relações entre Design e Cinema

“O trabalho do Production Designer, no Cinema, também assemelha-se bastante ao trabalho dos designers que exercem a função de Diretores de Criação ou Diretores de Arte nas agências de Comunicação e Publicidade.”

Solaris - Production Design

Eu ainda fazia Cinema na faculdade quando comecei o curso de Design Gráfico. Desde que a oportunidade de estudar design surgiu na minha vida não pude evitar relacionar o que já havia aprendido em cinema com o novo campo de estudo. Mais tarde descobri que já havia relações bem próximas entre estas artes visuais. Se você trabalha com design mas quer se aventurar no cinema, a função mais interessante a assumir em uma equipe talvez seja a de Production Designer.

Que tal saber um pouco mais sobre o assunto?

Production Design – Relações entre Design e Cinema

O cinema, como meio de comunicação inserido em um contexto de produção industrial, demanda uma equipe de profissionais especializados em determinadas áreas ou funções. O trabalho conjunto desta equipe é o que torna possível, portanto, a realização de um filme. Na variedade de funções existentes em uma equipe cinematográfica, a atuação do Production Designer se destaca, ao tornar cada filme uma obra única em seu aspecto visual.

Responsável por toda a concepção visual este profissional trabalha diretamente com a Direção de Arte e a Direção de Fotografia, de modo a alcançar a materialização mais próxima da criatividade do Diretor nas imagens.

No Brasil, as funções do Production Design geralmente são exercidas por Diretores de Fotografia ou por Diretores de Arte, sem que os mesmos recebam reconhecimento como Production Designers. Porém, a existência de um profissional contratado especificamente para esta função contribui enormemente para garantir uma unidade visual e estética à obra, já que ele é capaz de relacionar e supervisionar as equipes de Fotografia e Arte, convergindo suas ações para uma direção visual única.

O trabalho do Production Designer, no Cinema, também assemelha-se bastante ao trabalho dos designers que exercem a função de Diretores de Criação ou Diretores de Arte nas agências de Comunicação e Publicidade. Além de preocupar-se com a unidade visual e com o conceito que deverá transparecer através das imagens, estes profissionais determinam paletas de cores, iluminação, entre outros elementos que darão uma característica exclusiva ao filmes, como os tipos usados nos títulos e créditos e até mesmo as imagens de abertura.

Outros pontos em comum entre estas funções são a delegação e supervisão de tarefas práticas às respectivas equipes subordinadas. Enquanto o Production Designer cria a concepção visual de um filme, as equipes de Fotografia e Arte trabalham para criar cenários, figurinos, selecionar locações e iluminações que estejam de acordo com a concepção criada por este profissional. Ele deve verificar se o conjunto dos trabalhos destas equipes está sintonizado com a proposta visual e estética que ele criou, acompanhar o desenvolvimento destes trabalhos e corrigir o que estiver destoante do projeto.

Assim como um Designer Gráfico, o Production Designer planeja, organiza, delega e/ou executa tarefas de modo a passar mais claramente possível um conceito através de imagens. As habilidades necessárias a estes profissionais são, portanto, muito parecidas, o que torna mais fácil a transição de uma profissão para a outra, com pequenas atualizações e adaptações para os respectivos meios de atuação.

Você, designer mitológico, já pensou em trabalhar no cinema? O que mais você acredita que um designer pode fazer num filme?

Para aproveitar o assunto, segue o link de um site em inglês com aberturas muito fodas de filmes: http://www.artofthetitle.com/