As dores e delicias de “designear”! – Quando o Job dá errado!!!

Boa tarde, criaturinhas!

Hoje o assunto é delicado. Sabe quando aquele imprevisto acontece? Quando você precisa explicar para o cliente que o trabalho vai ficar mais caro, que vai precisar de mais prazo, que o serviço x não vai poder ter o verniz extra fino ou qualquer coisa que derive de “não vai dar”? Pois é.

Hoje vamos tentar dar uma mãozinha nessa parte delicada e em como tentar contornar a impressão que deixa no cliente!

1- Mentir não é uma opção!!!

Mentir para o cliente é uma das piores ideias! Dizer para o cliente que o cachorro comeu os cartões dele na vai funcionar!

Uma mentira nunca vem sozinha e você precisará montar uma rede de mentiras para tentar manter a credibilidade do seu cliente, sendo assim, em algum momento a sua casa pode cair!

2- Tenha uma alternativa

Sempre que for dizer a algum cliente que algo não dará certo, traga uma solução. Parece coisa de empresa privada, mas realmente é algo válido. Se você simplesmente jogar para o cliente que existe um problema, a sensação que ele terá é de que você não se importa com o lado dele e que quer que ele resolva um problema seu. Principalmente se ele tiver pago o job adiantado!

Tenha em mente que um bom profissional não é apenas aquele que executa o trabalho. Muitas vezes, trazendo uma solução para o cliente, isso ameniza o problema em questão.

3- Não jogue a culpa para o cliente

Calma, calma, calma! Não estou dizendo que o cliente tem sempre razão e que você precisa assumir tudo! Não é isso! O que quero dizer é que, culpar alguém, você ou o cliente, não vai resolver o problema! Causará um desgaste imenso, discussões desnecessarias e, muitas vezes, o cliente irá preferir alguém que resolve e não alguém que procura culpados!

4- Se coloque no lugar do cliente e tenha tato!

Mesmo esquecendo disso muitas vezes, precisamos lembrar que também somos clientes! Se coloque no lugar dele e pense em como se sentiria diante daquela situação ou daquela solução.

Se foi amável na hora da reunião e de aceitar o job, precisa ser amável para comunicar os problemas e mais amável ainda para aceitar os protestos do cliente.

5- Ser cordial não significa aguentar tudo!

Obviamente existem clientes horríveis e malvados que vão gritar e xingar sua mãe. Você não precisa aguentar isso, cara criaturinha! Tudo tem seu limite, obvio! O cliente reclamar e protestar e questionar sobre sua conduta é válido, é o direito dele! Porém, xingar, gritar e ser mal educado não entra no pacote!!!

6- Devolver o dinheiro é uma opção!

Depois de toda a conversa, não havendo um entendimento, saiba que devolver o dinheiro é sim uma opção! Mas tenha em mente que talvez aquele cliente nunca mais volte e nunca recomende os seus serviços. Mesmo que o erro tenha sido por parte dele. Por isso, o ideal é que não gaste os ricos dinheirinhos ou os depósitos inciais antes de entregar o produto!

Parece absurdo, mas não é! Principalmente quando o job depende da interferência de terceiro, que é onde os maiores problemas podem acontecer.

Pois é, cara criaturinha! É muito difícil dizer “não dá” para um cliente, mas mais difícil ainda é ser pego em uma mentira! Imagina o carão? O ideal é que você não precise de nenhuma dessas dicas e que se cerque de todos os possíveis problemas, calcule as margens de erro, a margem de grana extra para que cubra uma eventual situação de risco, porém, como eu disse antes, imprevistos acontecem e é importante que você esteja preparado para lidar com eles!

=D

Anúncios

PagSeguro – Contra o Calote do Pagamento a Prazo

Olá criaturas mitológicas! Como vocês sabem, trabalhar como freelancer é ter criatividade constante e um jogo de cintura incrível. Esta semana um cliente me perguntou sobre as nossas formas de pagamento e sobre parcelamento. Confesso que na hora não soube explicar direito sobre as vantagens do serviço que utilizamos, que é vinculado ao UOL. Mas agora tenho todas as informações que eu, você e os nossos clientes precisam!

Se rola um pavor só de pensar em parcelar o pagamento daquele trabalho que te custou a noite de sono porque era pra ontem ou se você tem medo de o cliente desaparecer e você receber apenas a entrada do parcelamento em 10 vezes, você também precisa conhecer o PagSeguro!

As vantagens de se usar o PagSeguro:

Para você:

  • Independente da quantidade de parcelas, você recebe o pagamento à vista, em cerca de 14 dias, do próprio PagSeguro, que assume inclusive os riscos do não pagamento, não te deixando na mão.
  • Você não paga taxas mensais, ou anuais, é descontada uma porcentagem no valor de cada pagamento recebido, de acordo com seu tipo de conta e com o volume de vendas.
  • Não precisa ter registro de pessoa jurídica

Para o cliente:

  • Ele só preenche o cadastro uma vez no PagSeguro, e não precisa preencher milhões de cadastros para cada loja virtual em que comprar ou a cada pagamento que efetuar
  • Os dados ficam protegidos e não são enviados ao vendedor
  • Ele pode pedir a devolução do dinheiro, caso comprove o não recebimento do produto ou serviço
  • Proteção contra fraudes
  • Aceita todas as bandeiras de cartões de crédito
  • Parcela em até 18x

Como eu não consegui incorporar a visualização do Issu aqui no WordPress, segue o link para uma apresentação para você convencer o seu cliente a utilizar o PagSeguro e todo mundo ser feliz: http://issuu.com/RodrigoAndrade7/docs/pag_seguro

Caso o seu cliente tenha dificuldades em compreender o que você fala (afinal, o seu forte são as imagens e não as palavras), o vídeo abaixo pode ser a solução!

Se você sabe mais das vantagens de usar o PagSeguro ou deseja falar da sua experiência com o serviço, deixe um comentário! Vale falar das desvantagens também. 😉